NOTÍCIAS

01/07/2021 | 09h14

HCAA alerta sobre importância da prevenção contra o câncer de cabeça e pescoço

Mês alusivo à prevenção

|
Compartilhe:
Julho verde

Este mês é marcado internacionalmente na área da saúde através do Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço- dia 27 de julho. A data foi criada pela International Federation of Head and Neck Oncologic Societies (IFHNOS), com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, intitulada ‘Julho Verde’, a campanha é promovida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e pela Associação Brasileira de Câncer de Boca e Garganta (ACBG) com objetivo de divulgar a importância da prevenção e tratamento precoce. 

Em Campo Grande - MS, o Hospital de Câncer de Campo Grande - Alfredo Abrão (HCAA) realiza o tratamento e presta assistência na área de câncer de cabeça e pescoço, com equipe multiprofissional especializada com cirurgia cabeça e pescoço, quimioterapia, radioterapia e demais áreas de suporte e reabilitação como fonoaudiologia, nutrição, odontologia hospitalar, enfermagem e serviço social.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) a previsão é de 36.620 mil novos casos dos cânceres de Boca/Cavidade Oral, Laringe e Tireoide anualmente no País (estimativa biênio 2020/22). Os cânceres de boca e laringe são os mais frequentes entre os homens. Já nas mulheres prepondera o câncer da tireoide, sendo o segundo mais comum.


Veja no quadro abaixo as estimativas para biênio 2020-2022 do INCA:

 

Câncer de Boca/Cavidade Oral (2020-2022)

Estimativa de novos casos no Brasil: 15.190 (sendo 11.180 homens e 4.010 mulheres)
Estimativa neoplasias cavidade oral para Mato Grosso do Sul: 220 (sendo 170 em homens, e 50 em mulheres)

Número de mortes no País: 6.605 (sendo 5.120 homens e 1.485 mulheres)

 
Câncer de Tireoide (2020-2022)

Estimativas de novos casos: 13.780 (1.830 sendo homens e 11.950 mulheres)
Estimativa neoplasias Tireoide para Mato Grosso do Sul: 130 em mulheres (*índice não apurado em homens do MS).

Número de mortes no País: 869 (sendo 298 homens e 571 mulheres)

 

Câncer de Laringe (2020-2022)

Estimativa de novos casos: 7.650 (sendo 6.470 em homens e 1.180 em mulheres)
Estimativa neoplasias de Laringe para Mato Grosso do Sul: 130 (sendo 100 em homens e 30 em mulheres).

Número de mortes: 4.532 (sendo 3.985 homens e 547 mulheres)

 

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBPC) nos últimos anos a infecção pelo papilomavírus (HPV) tem contribuído, para aumento na incidência da doença através de contágio por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais. A prevenção é importante, para isto a pessoa deve estar sempre atenta aos sintomas e caso perceba algum deles deve procurar um médico ou dentista (nos casos de boca) que encaminhará para o especialista para o tratamento adequado.

 

Câncer de Cabeça e Pescoço

Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), esôfago, tireoide e seios paranasais. Por falta de conhecimento dos sintomas, o diagnóstico é muitas vezes tardio. Tabagismo e excesso de álcool aumentam as chances de desenvolver a doença.

Sintomas
Observe os sinais e/ou sintomas abaixo. Se alguns deles aparecerem e evoluírem sem melhorar por mais de duas semanas, pode ser câncer e a pessoa deve procurar ajuda do serviço de saúde, de seu médico, e nos casos da boca um dentista.
As principais formas de aparecimento do câncer de cabeça e pescoço são:
•Feridas no lábio, boca, língua, garganta ou pele;
•Dificuldade ou dor para engolir;
•Voz rouca ou fraca, caroço na face ou pescoço;

 

Exames e Tratamento

O diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço é clínico e dever ser realizado por um profissional especializado (médico/cirurgião oncologista, cirurgião dentista especializado). A confirmação é feita por biópsia e podem ser necessários outros exames para avaliação do estágio da doença e do melhor tratamento a ser indicado.

Confirmada a doença, o médico pode indicar cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia, que podem ser utilizados de forma combinada ou isolada. A escolha do(s) tratamento(s) mais adequado deve ser individualizada conforme o estágio da doença, e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.

 

Prevenção
O melhor caminho é a prevenção, com hábitos de vida saudáveis e periodicidade nas consultas médicas. Veja algumas dicas de como se prevenir contra o câncer de cabeça e pescoço:

•Não fumar;

•Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

•Ter alimentação saudável rica e balanceada com consumo de frutas, verduras e legumes;

•Manter boa higiene bucal;

•Usar preservativo (camisinha) na prática de sexo oral;

•Manter o peso corporal adequado;

•Vacinação HPV para meninos entre 11 e 14 anos e meninas entre 9 e 14 anos.

Tag3 - Desenvolvimento Digital